Por: Gustavo Carvalho- Coach

Constantemente verificamos pessoas pensando em como será o seu futuro, criando expectativas e sonhos naquilo que pretendem conquistar.
Muitos pensam nos seus ganhos materiais, nos bens que querem acumular, nas suas conquistas de felicidade e harmonia na vida.

Pensar em nossas metas e objetivos requer estratégia e deve ser feito da forma certa, pois precisamos fazer isso sempre de forma neurologicamente correta.
Se formos solicitados a fazer uma lista dos nossos sonhos, uma lista onde tudo é possível, colocaremos muitas coisas que sonhamos e desejamos, acreditando que seríamos mais felizes e realizados se conseguisse alcançar essas metas.

Mas você sabia que existe também uma necessidade de fazermos outra lista tão poderosa quanto a dos nossos sonhos?
Essa lista não é sobre o que queremos conquistar, mas sim uma lista sobre o que já na verdade conquistamos e realizamos.
Estamos falando de uma lista de “GRATIDÃO”.

E acredite, neste contexto, isso não tem relação com religiosidade ou fé e sim com um mecanismo cerebral de muita importância para que a sua lista dos seus sonhos seja mais facilmente concretizada.
A neurociência explica a ação da GRATIDÃO no nosso corpo.
Quando geramos sentimentos de gratidão em nossos pensamentos passamos a ativar o sistema de recompensa do cérebro, localizado em uma área chamada de Núcleo Accumbens. Este sistema é o responsável pela sensação de bem- estar e prazer no nosso corpo.
O sistema de recompensa do cérebro é a base neurológica da satisfação e da autoestima e a GRATIDÃO exercitada estimula a ação desta área.

Quando o cérebro identifica que algo de bom aconteceu, que algo deu certo, que fomos bem sucedidos ou que existem coisas na vida que merecem reconhecimento e somos gratos por isso, há uma liberação de uma substância chamada de dopamina, que é um importante neurotransmissor, ou seja, uma substância que transmite mensagens entre os neurônios, cujo mecanismo de ação inclui ativar os receptores dopaminérgicos, que identificam a presença dessa dopamina deste Núcleo Accumbens.
A dopamina ativa então essa região e aumenta a sua sensação de prazer.

Por isso, pessoas que manifestam GRATIDÃO exibem níveis elevados e sempre mais altos de emoções positivas, satisfação com a vida, vitalidade e otimismo.
Mas para a gratidão existir, ela precisa ser construída pelo nosso pensamento, ou seja, você precisa pensar nela, pensar em coisas que você já conquistou, coisas que você já recebeu, sejam coisas mais simples ou grandes conquistas, coisas materiais ou relacionamentos importantes.

Gerar sentimentos de GRATIDÃO é escolha. Isso mesmo, você escolhe pensar e construir este reconhecimento interno, independente das circunstâncias que hoje você esta vivendo, como saúde, beleza física ou bens materiais.
Por outra via neural, a gratidão também estimula as vias cerebrais de liberação de um hormônio chamado ocitocina, que estimula o afeto, traz tranquilidade, reduz a ansiedade, o medo e a fobia.

A ocitocina é produzida em uma região do cérebro chamada de hipotálamo, que liga o sistema nervoso ao sistema endócrino através de uma glândula chamada de glândula pituitária, que libera a ocitocina para a corrente sanguínea.
Com isso, exercitar o sentimento de GRATIDÃO também dissolve o medo, a angústia e sentimentos de raiva, ficando bem mais fácil controlar esses estados mentais tóxicos e desnecessários.

Entenda que nosso cérebro não é capaz de sentir GRATIDÃO e infelicidade ao mesmo tempo. Então, ocupe seu espaço cerebral com sentimentos diários de GRATIDÃO.
Você conhece alguém que realiza coisas ponderosas na vida e que mantém a depressão, a raiva e a angústia de viver?

Pois a GRATIDÃO é um grande antidoto para tudo isso, potencializando muito sua vida e permitindo a superação dos obstáculos que se colocam em seu caminho, facilitando que suas metas e conquistas possam ser mais facilmente alcançadas.
Com o exercício da gratidão também passamos a reconhecer as oportunidades que temos, e as possibilidades de refazer nossos caminhos caso alguma coisa der errado, e isso se chama flexibilidade.

Para fazer seu dia começar de maneira positiva, pela manhã, ao sair de casa, experimente ir pensando nos diversos e muitos motivos de você ter GRATIDÃO.
E Termine seu dia refletindo: quais foram suas realizações de hoje que lhe deram prazer? Quais pessoas que cruzaram seu caminho hoje e lhe ensinaram algo?
Pense em GRATIDÃO, exercite a GRATIDÃO! Faça esta experiência neural tão poderosa e se surpreenda!!!!

Mude sua vida e transforme-a em uma vida abundante e feliz.
Gustavo Carvalho Master Coach Coach especialista em Neurociência e Inteligência Emocional Mestrado e Doutorado em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília- UnB Professor Universitário e Pesquisador a mais de 20 anos Palestrante Idealizador do site http://www.neurocienciacoach.com.br

Anúncios