Muito pouco se sabe sobre a importância da lubrificação vaginal pelo homem e até mesmo por inúmeras mulheres, a não ser pelo desconforto da ausência desta. Mas além de promover um ambiente apropriado para o ato sexual, os componentes químicos envolvidos neste processo nos revelam muito mais benefícios do que imaginamos conforme reportagem abaixo.

O que poucos sabem também, é que a produção natural pode ser comprometida por algumas patologias, queda da produção por idade ou desabilitação das glândulas responsáveis por falta de estimulo adequado.

Habilitar as glândulas responsáveis pela lubrificação saudável da vagina, é uma das principais ações durante uma sessão de massagem tântrica do Método Deva Nishok. Principalmente quando se trata das glândulas de Skene, que segregam uma enzima chamada PDE5, que intervém na excitação feminina, na ejaculação feminina e da glândula de Bartholin, com dedicada atenção durante manobras especialmente desenvolvidas para habilitar e potencializar suas funções.

Jivan Pramod

____________________________________________________________________________

692px-Skenes_gland-portuguêsO lubrificante natural da vagina é composto de sebo, suor, muco cervical, células descamadas, ureia, ácido acético e láctico, álcoois complexos, cetonas e esqualeno. Já ouviu falar desta última substância? Segundo Lissa Rankin, especialista em medicina integrativa, esse composto orgânico não é exclusivo para os seres humanos, ele também é encontrado no fígado de tubarões. O esqualeno derivado do óleo de fígado de tubarão é utilizado às vezes na fórmula de cremes hidratantes. Um estudo recente realizado pela Sociedade Americana do Câncer concluiu que o esqualeno de tubarão pode proteger as células humanas normais dos efeitos nocivos das drogas de quimioterapia, sem inibir seu efeito em células cancerosas.

(Terra)

Nota: Sem entrar em detalhes aqui quanto à proteção provida pelo lubrificante vaginal natural e a importância disso (e de muitas outras coisas) para a manutenção da vida, quero destacar a presença da mesma substância (o esqualeno) em vaginas e em tubarões. O esqualeno (C30H50) é um hidratante eficiente, antioxidante e protetor contra tumores, além de melhorar o desempenho do sistema imunológico. Resumindo: ele proporciona um metabolismo mais eficiente e contribui para a manutenção das células vivas e saudáveis. Na vagina, que sofre a agressão de micro-organismos nocivos e a fricção decorrente do sexo (que ocasiona microfissuras na pele), nem é preciso dizer que uma substância com essas qualidades é muito importante.

Fonte: Criacionismo

Anúncios